terça-feira, 31 de maio de 2011

Fashion Rio: segunda 30/05

Line-Up:

01
17:00 h
Alessa
02
18:00 h
Acquastudio
03
19:30 h
Melk Z-Da
04
21:00 h
Patachou
05
22:00 h
2nd Floor



Alessa

Direção artística: Zee Nunes
Styling: Daniel Ueda
Beleza: Robert Estevão
Trilha: Zé Pedro
Tema: Relíquias, antiguidades, espelhos venezianos e muranos.
Materiais: Cetim e crepe de seda, tule, chita, paetês e canutilhos.
Cores: Ocre, laranja, dourado, azul, roxo e verde metalizados.
Formas: Retas e ajustadas ou amplas, como nos káftans de seda e no vestidos na altura dos joelhos com saia guarda-chuva.
Highlights: Alessa sofistica suas criações com tecidos nobres, muitos bordados de paetês e canutilhos, além das flores em tecido no bloco final da apresentação, mais barroco e muito bonito também. São os bordados e os brilhos as grandes estrelas desta coleção, perfeita para mulheres de personalidade como a própria estilista. A estamparia (fundamento da marca) vem quase abstrata, trazendo ampliações de molduras, espelhos e vasos de murano. Ponto também para o styling do desfile, com cabeças esculturais, máxi-brincos esféricos coloridos. (TEXTO RETIRADO NA ÍNTEGRA DO SITE FFW.COM.BR)

Aquastudio

Direção artística: Roberta Marzola
Styling: Davi Ramos e Flávoa Pommianowsky
Beleza: Robert Estevão
Trilha: Zé Pedro
Tema: Cubismo nas formas, Art Déco nas cores e Mondrian no trabalho de canutilho e vidrilho
Materiais: Organza, gazerd, tule de algodão e teares manuais
Cores: Rosas, preto, azul claro, nudes
Formas: Modelagens mais retas e secas ou triangulares, com camadas de tecido sobrepostas, formas geométricas e um exercício em três dimensões
Highlights: A marca continua com seu exercício de volumes e estruturas tridimensionais, só que nesta estação as roupas têm um pé na realidade e há muitos vestidos usáveis, como os de modelagem reta, com comprimento logo abaixo dos joelhos. Há um trabalho de texturas desenvolvido com a aplicação de canutilhos e vidrilhos que remetem à obra de Mondrian, eternizada pela moda através do clássico vestido de YSL. Quem rouba a cena aqui é a cartela de cores, delicada e feminina. A trilha, com som dos Tindersticks, ajudou a dar o tom da atmosfera suave do desfile. . (TEXTO RETIRADO NA ÍNTEGRA DO SITE FFW.COM.BR)


Melk Z-Da

Tema: A árvore Chapéu-de-Sol (também conhecida como Castanhola e Amendoeira) e suas folhas, que ganham cor com o processo de envelhecimento. “É um processo de moda com vida”, diz o estilista.
Materiais: Organza, tear de organza, tule, seda e resina.
Cores: Branco, cinza, verde água lavado, azul e vermelho.
Formas: Predominam os comprimentos curtos acima do joelho, a construção por meio de módulos que se encaixam e o trabalho com diferentes materiais e texturas numa mesma peça.
Highlights: Os vestidos resinados do primeiro bloco, a entrada das folhagens coloridas em plástico acendendo a coleção, o bloco de padronagem gráfica e tribal (“o esqueleto da folha”) e os vestidos trançados com técnica de cestaria do fim da apresentação são pontos-altos da coleção. Um verão rico em conceito e com uma saudável vontade comercial. . (TEXTO RETIRADO NA ÍNTEGRA DO SITE FFW.COM.BR)


Patachou

Estilo: Érika Frade
Direção de desfile: Ruy Furtado
Styling: Pedro Sales
Beleza: Daniel Hernandez
Trilha: Max Blum
Tema: As linhas e os adornos do Edifício Biarritz (década de 40), no Rio; art déco
Materiais: Seda, cetim lavado, renda e tecidos com relevos, como piquê e casa de abelha
Cores: Verde, azul, amarelo, coral, preto e branco; estampas de tucanos, flores e inspiradas nas estampas clássicas de carreaoux (lenços)
Formas: Fluídas, volume da parte de cima com silhueta mais seca embaixo, camisas amplas, saias e vestidos com a cintura no lugar e silhueta marcada
Highlights: Uma coleção sem erros, mas também sem grandes ousadias. As estampas pontuam a apresentação e transforma o clássico carreaoux em saias, macacões e vestidos. O destaque fica por conta da silhueta, com peças mais amplas em cima e mais justas embaixo. Há bons vestidos e a marca acerta também nos looks monocromáticos, como o inteiro verde. Bom o trabalho de camisaria, que rende peças elegantes, clássicas e confortáveis. . (TEXTO RETIRADO NA ÍNTEGRA DO SITE FFW.COM.BR)

2nd floor

Direção de criação: Adriana Bozon
Direção do desfile: Roberta Marzolla
Estilista responsável: Thiago Marcon
Cenografia: Clécio Regis
Styling: Leticia Toniazzo
Trilha: Max Blum
Beleza: Robert Estevão (hair) e Fabiana Gomes Mac (make)
Tema: A Grécia, seus mitos e heróis em visual rocker
Materiais: Jeans, sarja, algodão, musseline e tricô.
Cores: Ciano, magenta, amarelo e preto.
Formas: Ajustadas, mix de shapes do universo rocker com elementos do imaginário grego, com plissados, drapeados e sobreposições criando um efeito de armadura.
Highlights: O jeanswear é o grande destaque da coleção, surgindo tanto em peças básicas, como as calças skinny de lavagem clarinha (“sky bleach”), quanto nos lindos vestidos armadura, evocando uma amazona urbana. A estampa floral bicolor em cores primárias sobre fundo preto é outra boa ideia da coleção, que em seu momento de mais sofisticação apresenta uma série de curtinhos justos em musseline. Jovem, fashion e desejável. . (TEXTO RETIRADO NA ÍNTEGRA DO SITE FFW.COM.BR)


 Fotos: reprodução / divulgação - site ffw.com.br

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Fashion Rio!


Amanhã teremos novidades!!! Os desfiles começaram há pouco!!

Local: pier mauá - av. Rodrigues alves, s/n - bolsão 2 
Acesso a - rio de janeiro/rj

Composé Fashion: stripes!

Mesma Peça: Versões diferentes!

T.S Tá
Detalhe do look: mix de estampas, calça flare e clog! 




T.S JO

Detalhe do look: Meias com sandálias!



Stripes!

Bloguetes, a estilista Coco Chanel em inspiração aflorada pelo visual dos marinheiros,  introduziu as listras à moda com  a clássica composição navy - que até pouco tempo atrás era o único duo visto desfilando por aí, até Miucci Prada invadir as passarelas com uma explosão de cores, espessuras e ainda com mix de estampas prá lá de divertidas. Agora vemos listras por todas as partes, principalmente nas queridinhas fast-fashion!

Tudo bem que isso não é novidade para ninguém, mas a pergunta continua, como lidar com a  inovação?!

O blog aconselha:  começar com tons neutros é uma boa pedida. Uma peça listrada com outra lisa gera um equilíbrio visual. A base preta facilita a harmonia. É melhor adequado para quem possui medidas pequenas, porque as listras enganam os olhos, causando a impressão de aumento de medidas.

Um vestido listrado pode ser quebrado por um cardigan, colete ou blazer, sem deixar de apresentar a proposta.  Mixes de estampas - listras + listras ou listras + outro tipo – exploram duas tendências de uma só vez, exercitando também a harmonia entre as cores!

Siimm, inusitada ousadia!! Por isso que bom senso e o teste do espelho serão sempre seus fiéis companheiros! Observem e inspirem-se!

Beijos,
T.S

COCO CHANEL


CLASSIC STRIPES


NEWS STRIPES


THE POWER STRIPES!




THE STRIPES IN THE STREET!


















(Fotos: reprodução/divulgação)


A grande amiga, leitora e seguidora Luana Dall'Agnol apostou nas listras num look de tom sóbrio
que sintoniza com sua elegância natural.



sexta-feira, 27 de maio de 2011

Dica Twins Sis!

Bloguetes, nos próximos dois sábados, o canal TV Cultura reprisará em duas partes - às 19h - o documentário História da Moda no Brasil! Digno de reprise, com roteiro estruturado a partir dos 127 depoimentos de profissionais influentes e estudiosos do setor, como: Alexandre Herchcovitch, Glória Kalil, Elke Maravilha, Lino Vilaventura, Regina Guerreiro, Renato Loureiro e Ricardo Almeida entre muitos outros, fica a dica para o final de semana! ;)

Beijos,
T.S



(http://cmais.com.br/um-debate-sobre-a-identidade-da-moda-brasileira)

Jeans!

Vocês sabiam que foi Levi Strauss - industrial teuto-americano - quem criou a calça jeans nos Estados Unidos em 1853, com a intenção de uniformizar os garimpeiros da Califórnia?! A fabricação do tecido, chegou a Nimes, no sul da França, os franceses os chamavam de denim e exportavam para Itália, onde eram confeccionados os uniformes dos marinheiros de Gênova. Depois disso, com a descoberta de um tecido tão resistente e apreciado por todos,  em 1973 Levi e Jacob David - o costureiro -  patentearam os rebites de reforço – tachinhas de cobre - que adaptados as peças davam maior durabilidade aos pesos que nelas eram colocados.

As peças destinadas ao vestuário do trabalho, foi inserida no mundo da moda por Calvin Klein, que em 1970 colocou sua primeira peça na passarela. A partir de então, além de sua função primordial, o jeans passou a ser peça fundamental na vida social das pessoas. Com a tecnologia avançando, novos componentes foram agregados, como o elastano e algodão unido ao poliéster.

Num salto ao tempo atual, o jeans hoje possui várias modelagens e lavagens e é peça democrática, prática e jovial na vida de todos. Palmas para aqueles que um dia além de facilitarem a vida dos operários da época, facilitaram os nossos tempos! (Matéria pesquisada no site http://pt.wikipedia.org/wiki/Jeans)

Na última sexta-feira, dia 20 de maio, o Jeans comemorou 138 anos! ;) 

Beijos,
T.S













(Fotos: reprodução/divulgação)





quinta-feira, 26 de maio de 2011

Pare, assista e pratique!

Meninas!! Agora não vai ter mais desculpa para não OUSAR na forma de usar echarpes! Tire um tempinho e corra para a frente do espelho colocar em prática todas as dicas que o vídeo abaixo vai dar! Aliás, esse vídeo foi muito bem bolado e vale à pena assisti-lo. Temos certeza que vocês irão amar!

Dica da Amiga, seguidora e leitora Rochelle Kazapi ;)

Enjoy,
Beijos,
T.S

Vestígios e mais Prestígios de Paris

** Charme e criatividade do Restaurante Beirut - Galeria Lafayette




** Complexidade e Ousadia da Vitrine da Replay


* Créditos: George Varela