quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

SPFW: 02/02 - quarta - Encerramento!

Line-UP

01 - 13 horas - GLORIA COELHO
02 - 15:30 horas - JOÃO PIMENTA
03 - 17 horas - ALEXANDRE HERCHCOVITCH (MEN)
04 - 18:30 horas - FERNANDA YAMAMOTO
05 - 20 horas - ANDRÉ LIMA
06 - 21:30 horas - CAVALERA


Marca: Gloria Coelho
Styling: Priscilla Pizzato, Marília Biasi e equipe Gloria Coelho
Beleza: Fatima Thomas e Fabiana Gomes (make); Wanderley Nunes e Ricardo Rodrigues (cabelo)
Trilha: Max Blum
Tema: Pokémon, motocross, armaduras, anos 30, anos 60, marajás
Cartela de cores:  preto, branco, cinza, marinho, azul claro, prata, areia, vermelho, bege, amarelo
Materiais: Cetim de seda, organza de seda, couro, tafetá, cetim, lã astracã e cristais
Highlights: Esta foi a apresentação mais colorida da estilista em muitas temporadas. Os pontos de cor (azul, laranja, vermelho e amarelo) não dominam a base da coleção, mas certamente se impõem e iluminam a coleção ao longo do desfile. Muitos elementos que fazem parte do DNA de Gloria estão lá, como a produção primorosa, o trabalho com novos materiais e as formas esculturais, que aparecem em alguns looks. Objeto de desejo já: o sapato com salto vírgula verde e biqueira laranja. (texto retirado na íntegra do site ffw.com.br)



Marca: João Pimenta
Direcão criativa: João Pimenta
Beleza: Ricardo dos Anjos
Trilha: Roque Castro e Kbeça
Tema: Estudos sobre a forma trapézio para a moda masculina, aplicados aos universos ambientes militares e litúrgicos (religiosos).
Cartela de cores: Cinza, preto, branco, off-white e pitadas de azul marinho e vinho.
Materiais: Veludo, sarja emborrachada e lã.
Formas: Trapézio nas partes de cima (quase sempre acinturadas) e arredondadas nas de baixo, principalmente na região do quadril.
Acessórios: Sapatos e botas de pegada militares e bicos levemente torcidos para cima.
Highlights: A limpeza visual que João Pimenta se propõe trabalhar nessa temporada. A melhor parte vem na alfaiataria. mais afiada do que nunca. O aspecto feminino que continua sempre presente, agora permeado por um aspecto religioso bem interessante. Destaque também.(texto retirado na íntegra do site ffw.com.br)




Marca: Alexandre Herchcovitch (masculino)
Styling: Mauricio Ianes
Beleza: Celso Kamura
Trilha: Max Blum
Tema: O embate entre o homem e a natureza em suas condições mais extremas
Cartela de cores: Preto, prata, cinza, laranja e caramelo  
Materiais: Tyvek, astracã sintético, cetim, cashmere, nylon teflonado, couro de cobra, couro sintético e acetato térmico protetor
Highlights: Em desfile forte e enérgico, os homens de Alexandre se vestem para se protegerem de catástrofes, como terremotos, vulcões e tempestades. Roupas que remetem até a de um desarmador de bombas, daquelas imune a qualquer temperatura, verdadeiras armaduras urbanas. Os shapes, inspirados nas roupas utilitárias, resultam em ótimas calças mais folgadas e paletós e jaquetas para durar por muitos anos nio guarda-roupa. Há uma mistura de texturas diferentes e um bom uso de tecidos tecnológicos, como o tyvek e o nylon teflonado. Ah, os coturnos! Na saída do desfile, muitos meninos já estavam loucos para ter o seu.(texto retirado na íntegra do site ffw.com.br)



Marca: Fernanda Yamamoto
Styling: Chialin Chiang e equipe Fernanda Yamamoto
Beleza: Marcos Costa
Trilha: Hisato
Tema: A simplicidade e o simbolismo do círculo
Cartela de cores: Preto e cinza como base com detalhes em roxo, amarelo e fúcsia
Materiais: Gaze de seda com inserções de feltro e lã em suas tramas, sedas e rendas japonesas. Quase todos os tecidos foram retrabalhados de forma artesanal
Highlights: É muito interessante a maneira que a estilista trabalha com tecidos, criando novos efeitos e novas texturas. A técnica washi-ê, que faz a fusão de fibras de um papel especial com tramas de lã, é um dos recursos usados por Fernanda. Esses experimentos são o seu ponto alto e rendem belas texturas.(texto retirado na íntegra do site ffw.com.br)



Marca: André Lima
Styling: Flavia Pommianosky e Davi Ramos
Beleza: Robert Estevão
Trilha: Luca Lauri e Liana Padilha
Formas: Saias longas e rodadas, vestidos justos e marcantes, megalaços, mangas volumosas e capas drmáticas
Cartela de cores: Preto, vermelho, pink, laranja, roxo
Materiais: Cetim, paetês, tule, lurex, viscose, couro
Highlights: É necessário um estilista com bastante personalidade para fazer um desfile como esse, focado em roupas de festa. André coloca na passarela seu sonho de mulher, forte, glamourosa e ousada, assim como seu criador. Cada look daria o desdobramento de uma minicoleção, tamanha a disparidade entre eles. O que os une são as cabeças surrealistas, algumas bem bonitas, como a de plumas verdes. Com muitas cores, volumes e formas, André nada contra a corrente minimalista do inverno e assume: mais é mais.(texto retirado na íntegra do site ffw.com.br)



Marca: Cavalera
Direção criativa: Alberto Hiar
Estilo: Fabiano Grassi e Igor de Barros
Styling: David Pollak
Beleza: Robert Estevão
Cenografia: Daniela Thomas
Trilha: Mix Hell
Tema: Nova República, “que proclama o contato humano, celebra o coletivo, reclama o beijo, protesta contra o solitário espetáculo do mundo da fama, instigando o imaginário desse desejo esquecido”
Cartela de cores: Preto e cinza, com pontos de dourado, rosa, lima e verde
Materiais: Índigo, malha, couro, algodão, seda
Highlights: A Cavalera fecha a SPFW com um desfile armado na passarela de entrada do evento, com os modelos andando na água e uma chuva caindo sobre eles. Mais paulistano, impossível. Para enfrentar esse clima instável, o streetwear descolado da marca ganha um novo segmento, o Cavalera Caviar, que traz construções mais elaboradas e estamparia desenvolvida com exclusividade.(texto retirado na íntegra do site ffw.com.br)

(fotos: reprodução / divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário