quarta-feira, 22 de setembro de 2010

o dia D!

Todos os dias ela levantava da cama, ia direto para o banheiro, fazia sua higiene pessoal, vestia a roupa e ia trabalhar. No escritório, ela assinava o ponto, sentava-se em sua mesa, ligava o computador, ia buscar um café preto e forte, e voltava para sua mesa. Conferia os e-mails, fazia algumas anotações e ligações e pensava: - Todos os dias são a mesma coisa! E assim o dia passava, entre e-mails, ligações e cafés.
Aquele pensamento sobre seu trabalho, sua vida, era comum. Tão comum que mal percebera ela que até o próprio estímulo de pensar sobre seu cotidiano fatídico e corriqueiro era comum.
Naquela manhã chuvosa de inverno nada mudara, exceto seu pensamento que fora complementado: - Todos os dias são a mesma coisa... ... ... é isso que eu quero para mim?!
Ela percebera seu primeiro passo para a mudança. No mesmo instante, suspendeu o café, cancelou seus compromissos do momento e não respondeu mais seus e-mails. Levantou-se foi até seu armário, retirou da bolsa sua agenda e a abriu na última página. Lá estavam todos os seus projetos anotados. Ela olhou um por um e com o dedo indicador correu a lista e parou-o em um deles que dizia: VIVER!
Durante todas as manhãs seguintes ela ia inserindo atitudes e vontades novas. Começara a escolher melhor suas roupas, a usar maquiagem. Passou a, verdadeiramente, se olhar no espelho e a gostar do que via. Amou-se pela primeira vez.
No escritório, as tarefas não foram mudadas, mas a forma de executá-las sim. Aos poucos, ela foi se tornando uma pessoa que realmente desejara. E, desde então, amou-se todos os dias!

"Tu és o arquiteto do teu próprio destino. Trabalha, espera, ousa" Ella Wheeler Wilcox

Dedico esse meu pensamento-texto para todas as minhas amigas queridas. Tw JO

Um comentário: